2: 3: 5: 6: 7: 8:

quarta-feira, 19 de setembro de 2018

Morre aos 92 anos, holandesa que seduzia e matava nazistas na Guerra

Juntamente com a irmã mais velha e uma amiga, Freddie Oversteegen fez diversas operações importantes na derrota dos Nazistas durante a II Guerra
Freddie Oversteegen | Reprodução
Morreu no último 5 de setembro, aos 92 anos, a holandesa Freddie Oversteegen, considerada uma heroína durante a Segunda Guerra Mundial.
Freddie nasceu na cidade de Haarlem, próxima a Amsterdã, no ano de 1925, e se juntou à resistência holandesa contra o partido nazista quando tinha apenas 14 anos de idade.
Juntamente com a irmã mais velha Truus Oversteegen e a amiga Hannie Schaft, Freddie fez diversas operações importantes na derrota dos Nazistas durante a II Guerra. O grupo explodiu pontes e ferrovias com dinamite, e ajudou crianças judias a escaparem dos campos de concentração.

Mas o trio ganhou fama mesmo pelo seu plano de abordagem aos nazistas em bares. Depois de seduzí-los, elas os convidavam para "dar um passeio" na floresta, onde segundo as próprias palavras de Freddie, eles eram "liquidados".

"Era um mal necessário, matar aqueles que traíram as pessoas boas." disse ela ao site "Vice". Quando questionada sobre quantas pessoas matou ou ajudou a matar, ela hesitou: "Não se deve perguntar a um soldado nada disso".

Ela faleceu um dia antes de seu 93º aniversário por conta de problemas cardíacos. Sendo a última sobrevivente da mais famosa célula de resistência feminina da Holanda.

Gostou da matéria, viu algum erro ou quer complementar? Comente!

Nenhum comentário:

Postar um comentário