2: 3: 5: 6: 7: 8:

quinta-feira, 21 de dezembro de 2017

Desmitificando o Império do Brasil

• O império do Brasil possuía a 15ª maior economia do mundo [e não a 4ª como dizem] sendo um total de 500 bilhões de réis.
• A Armada Nacional chegou a ser a 5ª mais poderosa do mundo [e não a 2ª como dizem]

• A renda per capita do império era de US$ 770, baixa se comparada com a da Argentina que era de US$ 2690 ou dos Estados Unidos de US$ 3392.

• O império do Brasil possuía 80% da população analfabeta [e não 56% como dizem]

• O crescimento econômico anual médio do império era de 4,81% [e não de 8,81% como dizem]
• O imperador Pedro II falava fluentemente, além do português: latim, francês, alemão, inglês, italiano, espanhol, grego, árabe, hebraico, sânscrito [língua do norte da Índia], mandarim, ocitano [dialeto francês] e tupi [não 21 línguas, como é amplamente difundido].

• O Brasil foi o último país independente do continente americano [não do mundo, como é dito] a libertar os escravos, que contabilizavam 720,000 em 1888, dos 14 milhões de habitantes. O último país do mundo a abolir a escravidão foi a Mauritânia, somente em 9 de novembro de 1981.
Fonte sobre a marinha: The Late Victorian Navy: The Pre-Dreadnought Era and the Origins of the First World War.

Fontes sobre a economia, renda e crescimento: 
Contours of the World Economy, 1–2030 AD
História do Brasil: período colonial, monarquia e república
História do Brasil - por Boris Fausto
Fonte sobre a taxa de alfabetização: Os Bestializados: o Rio de Janeiro e a República que não foi.
Créditos a Arthur Brum

2 comentários:

  1. De qualquer modo, se continuasse assim a nossa história poder estar desfrutando de uma atualidade melhor, né?
    Todo o exposto pode ser considerado o pouco tempo que o Brasil, até então, era uma o Estado independente.

    ResponderExcluir
  2. A grande vantagem do império era a estabilidade política que desse 1889 não mais se conseguiu!

    ResponderExcluir