2: 3: 5: 6: 7: 8:

segunda-feira, 13 de julho de 2020

Biografia de Gardo Baquaqua é a única escrita por um escravo no Brasil

Exatamente 163 anos depois de sua primeira edição em inglês, sai agora no Brasil A biografia de Mahommah Gardo Baquaqua, um nativo de Zoogoo, no interior da África. Trata-se de uma publicação singela da Uirapuru Editora, mas que é extremamente relevante porque se trata do único livro escrito (no caso, ditado) por alguém que foi escravo no Brasil. Em apenas 80 páginas, estão resumidos — por um homem que falava um inglês “de maneira imperfeita” — o horror do tráfico e da escravidão.
A vida de Baquaqua foi muito movimentada. Ele nasceu em meados da década de 1820 no atual Benin, foi trazido como escravo ao Brasil, seguindo depois para Estados Unidos, Haiti, Canadá e Inglaterra, onde desapareceu em 1857, quando tentava obter ajuda para voltar à África, na condição de pregador batista, para conduzir seus irmãos à verdadeira fé, a fé em Cristo que ele abraçara no Haiti.

Seu pai era de ascendência árabe, fé islâmica, “e não possuía compleição escura”. Sua mãe era “completamente negra”. Baquaqua teve uma infância feliz na luxuriante natureza africana, que ele descreve com carinho e acuidade

sexta-feira, 12 de junho de 2020

10 Ditadores na História do Mundo

Esses homens foram o terror de muitos outros durante algum tempo. Autoritários, tiranos e despóticos, eles regeram seus países com mãos de ferro e não mediram meios para alcançarem os fins: perseguiram, torturaram, dissolveram partidos e se impuseram através da força.

Na memória de muitos ainda permanecem vivos esses nomes que concentraram tanto poder nas próprias mãos.

Com desejo de que a história nunca mais se repita, vamos relembrar os dez maiores ditadores de todos os tempos.

1. Benito Mussolini (1883-1945)
O futuro líder do Partido Fascista (Fasci di Combatimento, em português Grupo de Combate), fundado em 1919, Mussolini nasceu província de Forli, Itália, no ano de 1883.

Atuou como professor de escola, jornalista e alcançou a patente de sargento do exército antes de entrar de vez para o mundo da política. Acreditava que a violência era um poderoso instrumento para provocar mudanças na sociedade.

Liderou um movimento operário, esteve envolvido em uma série de conflitos políticos e chegou a ser preso algumas vezes. Foi crescendo aos poucos na política até alcançar altos cargos de poder, quase sempre através da força.

terça-feira, 2 de junho de 2020

A Incrível Cirurgia com taxa de mortalidade de 300%

O médico escocês Robert Liston (1794-1849) iniciou a prática cirúrgica em seu país, mas sua carreira na terra natal chegou a uma condição crítica porque o dr. Liston era tão bom cirurgião quanto fazedor de intrigas e colecionou inimizades no meio médico de Edimburgo. Indo embora da Escócia, Liston passou a viver e trabalhar em Londres, onde seus talentos foram melhor acolhidos e se tornou famoso como cirurgião de altíssima habilidade.
Num tempo em que ainda não eram utilizados meios anestésicos eficazes, Liston concluiu que a forma mais prática de aliviar o sofrimento dos pacientes era realizar os procedimentos com rapidez. E ele era muito rápido! Cirurgiões que não conseguiam ser tão rápidos quanto Liston poderiam expor os pacientes a riscos maiores durante as cirurgias e a taxa de mortalidade durante os procedimentos era altíssima, mas Liston conseguia obter um índice de fatalidade muito menor. Diziam que ele conseguia amputar uma perna em menos de dois minutos e detinha uma série de outras proezas cirúrgicas realizadas em curtíssimo tempo de procedimento, o que fazia de suas cirurgias motivo de atração para estudantes de medicina, profissionais formados e também de curiosos, que se amontoavam nas galerias das salas de cirurgia para testemunhar o desempenho do dr. Liston.

Vaidoso e ciente de que chamava a atenção, Liston costumava ordenar antes de iniciar os procedimentos que os expectadores marcassem o tempo de duração das cirurgias e detinha o apelido de “A Faca Mais Rápida de West End”. Para garantir a velocidade, o manuseio dos instrumentos era frenético e frequentemente ele utilizava até os dentes para segurar a faca ainda ensanguentada enquanto utilizava uma serra, que depois era jogada de lado para que imediatamente iniciasse a sutura.

terça-feira, 19 de maio de 2020

Massacre do Caldeirão - Ceará



Em 11 de maio de 1937, centenas de sertanejos, seguidores do beato paraibano José Lourenço foram massacrados pela Polícia e pelo Exército, na fazenda denominada Caldeirão, situada no Crato, Ceará.

O episódio ficou conhecido como Massacre do Caldeirão. A terra havia sido doada aos romeiros pelo Padre Cícero no final da década de 1920. Conhecida como Caldeirão dos Jesuítas, passou a ser chamada de Caldeirão da Santa Cruz do Deserto pelos romeiros. No Caldeirão, cada família tinha sua casa e a produção era dividida entre todos. Na fazenda havia também um cemitério e uma igreja, construídos pelos próprios membros. A comunidade chegou a ter mais de mil habitantes. O modo de vida comunitário e a sociedade igualitária atraíram famílias de todo sertão que abandonaram o trabalho árduo nos latifúndios para ir viver no Caldeirão. 

sábado, 4 de abril de 2020

Martin Luther King Jr - Eu tenho um sonho | I Have a Dream

Discurso COMPLETO de Martin Luther King - Eu tenho um sonho (I Have a Dream) Legendado em Português.
Já fazem 50 anos que Martin Luther King proferiu o discurso profético "I Have a Dream", nos degraus do Lincoln Memorial, em Washington. O discurso, fez parte da Marcha de Washington por Empregos e Liberdade, e foi um momento decisivo na história do Movimento Americano pelos Direitos Civis. Realizado para uma platéia de mais de duzentas mil pessoas que apoiavam a causa, o discurso é considerado um dos maiores na história e foi eleito o melhor discurso estadunidense do século XX numa pesquisa feita no ano de 1999.