2: 3: 5: 6: 7: 8:

quarta-feira, 20 de janeiro de 2021

O que eram os GULAGS?

Campos de trabalho forçado da ex-União Soviética (URSS), criados após a Revolução Comunista de 1917 para abrigar criminosos e “inimigos” do Estado.

Gulag era uma sigla, em russo, para “Administração Central dos Campos”, que se espalhavam por todo o país. Os maiores gulags ficavam em regiões geográficas quase inacessíveis e com condições climática extremas. A combinação de isolamento, frio intenso, trabalho pesado, alimentação mínima e condições sanitárias quase inexistentes elevavam as taxas de mortalidade entre os presos.

Para se proteger da violência, alguns grupos de presos criaram códigos e leis internas que deram origem aos Vory v Zakone – a máfia russa. A quantidade de campos foi reduzida a partir de 1953, logo após a morte de Stálin – ditador que expandiu o sistema de gulags nos anos 30. Porém, os campos de trabalho forçado para presos políticos duraram até os anos 90.

Publicado originalmente em: https://super.abril.com.br/mundo-estranho/o-que-eram-os-gulags/

quinta-feira, 14 de janeiro de 2021

“Tragédia à beira-mar”: um incidente terrível que mudou a vida de um casal para sempre em 1954.

Na manhã de 2 de abril de 1954, o fotógrafo do Los Angeles Times John Gaunt estava descansando no jardim da frente de sua casa à beira-mar em Hermosa Beach quando ouviu um vizinho gritar: "Alguma coisa está acontecendo na praia!" Instintivamente, Gaunt agarrou sua câmera Rolleiflex e correu para ver um casal horrorizado segurando um ao outro.

Um casal é fotografado momentos depois de saber que seu filho de 19 meses foi arrastado para o mar na praia de Hermosa em 2 de abril de 1954.

Na costa, com ondas altas e violentas como pano de fundo, estava um jovem casal, o Sr. e a Sra. John McDonald. À medida que avançavam e depois voltavam, agarrando-se um ao outro, sua linguagem corporal contou a Gaunt uma história que apertou seu estômago. Ele percebeu que alguém deve estar perdido e tirou uma fotografia a duzentos metros de distância.

Só então ele soube que, momentos antes, o filho de dezenove meses do casal, Michael brincava ao longo da costa. A rebentação, repentinamente agressiva, estendeu a mão e tirou a criança do raso. Apesar dos esforços de vaivém dos pais indefesos, não havia nada a fazer a não ser esperar. Mais tarde, o corpo da criança foi encontrado na praia a um quilômetro de distância.